Desprovido de folhas e coberto de espinhos, o mandacaru no ditado popular “não dá sombra nem encosto”, mas é fonte de inspiração para o design com identidade regional. O cacto de porte arbóreo - ícone da caatinga do nordeste brasileiro - é exótico com seu tronco ramificado e flores que na primavera duram uma única noite. O desenho da Mesa Mandacaru se apropria do caule e impõe vigor na forma rotunda e vazada da base estruturada em alumínio e coberta com tampo de vidro. Poesia é a tradução para a peça de mobiliário revestida de simbologias: “Mandacaru quando fulora na seca é o sinal que a chuva chega no sertão”, ecoa o verso na voz marcante do mestre Luiz Gonzaga.

Mesa Mandacaru